Bilhetes já à venda para o concerto "Raízes ... Fados e Áfricas" no Coliseu Micaelense - Azores Today

Últimas

quinta-feira, 9 de janeiro de 2020

Bilhetes já à venda para o concerto "Raízes ... Fados e Áfricas" no Coliseu Micaelense

Os bilhetes para o concerto “Raízes … Fados e Áfricas”, que sobe ao palco do Coliseu Micaelense a 24 de janeiro às 21h30, começam hoje a ser vendidos e têm um custo único de 5 euros.
Organizado pela Filarmónica Fundação Brasileira, este concerto traz ao palco do Coliseu Micaelense Vânia Dilac e a banda The Soulmates e conta com a participação especial de Selma Uamusse. Estes serão acompanhados pela filarmónica organizadora.
Trata-se de um misto das raízes e origens da cantora Vânia Dilac, gerações de brumas, ilhas, saudade, etnias e ocasos que a cantora “encontrou nos Açores de seu pai e na África de sua mãe”.
O projeto pretende juntar os clássicos da música portuguesa, com especial atenção para o Fado, aos ritmos e cantares afro açorianos, aos batuques e ao folclore.
“Raízes … Fados e Áfricas” é tão abrangente que une as melodias sonantes e outras macias, o vibrar da savana, a cor de uma capulana, como também o crepitar do mar destas ilhas de bruma e de vulcões e a saudade de quem sabe ser português.
Neste cenário musical com aproximadamente 75 minutos, sem intervalo, o espetáculo promete trazer ao público a redescoberta de sons e sensações à flor da pele, transportando as mentes e os corações numa viagem entre os Açores e África.
Apresentando-se como um concerto inovador, “Raízes … Fados e Áfricas” traz-nos um reportório repleto de arranjos musicais exclusivos, mas com temas tão tradicionais dos Açores e com traços da África que acompanha Vânia Dilac.
Atrativo e dinâmico, pela junção da Banda Soulmates à Filarmónica Fundação Brasileira, dos Mosteiros, o espetáculo que sobe ao palco do Coliseu Micaelense às 21h30 de 24 de janeiro traz liberdade, música, ritmos e paz, inseridos num contexto cultural riquíssimo e de grande valorização cultural.

 

Fonte: C. M. Ponta Delgada

Sem comentários:

Publicar um comentário