CINE TEATRO LAGOENSE RECEBE PEÇA DE TEATRO «EVANGÉLICAS, DIVORCIADAS E VEGETARIANAS» - Azores Today

Últimas

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

CINE TEATRO LAGOENSE RECEBE PEÇA DE TEATRO «EVANGÉLICAS, DIVORCIADAS E VEGETARIANAS»

O Cine Teatro Lagoense Francisco D’Amaral Almeida vai receber, no próximo dia 22 de novembro, sexta-feira, pelas 20h00, a peça de teatro «Evangélicas, Divorciadas e Vegetarianas», pelo Grupo de Teatro da Academia das Expressões.

Trata-se de uma iniciativa dinamizada pela Associação Crescer em Confiança, em representação do Pólo Operacional da Rede de Apoio Integrado à Mulher em Situação de Risco de São Miguel, enquadrada no âmbito das comemorações do Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, que se assinala a 25 de novembro.

A sinopse da peça fala numa história de três mulheres, Glória, Beatriz e Meche, com caracteres extremos, que, na vida real, seria difícil tecerem uma amizade. «Evangélicas, Divorciadas e Vegetarianas» é escrito num ritmo impulsivo, arrebatado e alucinante, cheio de exageros e lugares comuns. O grupo de teatro promete “fazer rir, pensar e sentir, com situações tão deliciosamente rebuscadas ou bruscamente abordadas que não podemos evitar de ver rapidamente o plural que se colocou propositadamente no título. Glória, Beatriz e Meche não são apenas três mulheres que têm vidas que vão de mal a pior, são um cúmulo de sentimentos excessivos, de caracteres extremos e de situações quase impossíveis. A probabilidade de se encontrarem as três na vida real seria difícil, o laço que as une seria improvável, a amizade que se desenvolve entre elas deveria ser impossível, mas é exatamente toda essa imponderabilidade que torna a sua história tão adaptável a cada um, que poderemos encontrar um pouco de nós nos seus problemas, independentemente do nosso género”.

O Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres visa alertar a sociedade para os vários casos de violência contra as mulheres, nomeadamente casos de abuso ou assédio sexual, maus tratos físicos e psicológicos. Em média, uma em cada três mulheres é vítima de violência doméstica.
De recordar que, a Câmara Municipal de Lagoa tem o seu próprio Plano Municipal de Igualdade de Género e Cidadania do concelho, tendo já colaborado com a Associação Crescer em Confiança em várias iniciativas. Esta associação trabalha 24 horas por dia, com 4 elementos que estão disponíveis e de prevenção, na ilha de São Miguel, e, igualmente, nas restantes ilhas do arquipélago açoriano.

Fonte:

Sem comentários:

Publicar um comentário