Fátima Madruga expõe "Violas e Portugal Intemporal" no Pico - Azores Today

Últimas

segunda-feira, 2 de setembro de 2019

Fátima Madruga expõe "Violas e Portugal Intemporal" no Pico

O Festival Cordas acolhe anualmente arte relacionada com os cordofones. Para a quarta edição, que acontece de 11 a 15 de setembro,  no concelho da Madalena, ilha do Pico, a arte de Fátima Madruga vai estar em destaque. “Violas e Portugal intemporal” abre em exposição, na Atlântico Teahouse, no primeiro dia do festival, ficando patente na galeria localizada na Areia Larga, até dezembro.

Fátima Madruga iniciou a sua caminhada quando jovem com a gravação em marfim que pode ser encontrada em várias partes do mundo, em especial no Museu de Scrimshaw do Peter Café Sport. A artista é autodidata com curso à distância em Desenho e Pintura de J. M. Parramón. A pintura ocupa a maior parte da sua vida artística, expondo desde 1982 por todas as ilhas dos Açores até ao Estoril, ao Algarve e à Galiza. As suas obras encontram-se espalhadas pelos quatro cantos do planeta. Tem vindo a colaborar com MiratecArts desde o início da associação e através da plataforma discoverazores.eu

Em 2019 publicou dois volumes de livros “Contos Infantis para Adultos” com uma coleção de ilustrações e contos inspirados no Portugal Intemporal e na fantasia infantil. No futuro, a artista pretende dinamizar a sua “Casa Preta” na freguesia de Santa Luzia, Pico, como um espaço Museu.

Em termos das artes plásticas, a quarta edição do Festival Cordas também abraça, como artista em residência, a micaelense Andreia Sousa e ainda uma exposição de recolha de fotografias pelo diretor artístico da MiratecArts, Terry Costa,”Tocadores da Viola da Terra no Pico” que fica ao público na Biblioteca Auditório da Madalena até 2 de outubro, o Dia da Viola da Terra. www.festivalcordas.com

 

Fonte: MiratecArts

Sem comentários:

Publicar um comentário